00:00:00
Home / Cidade / Polícia Civil confirma autoria de disparo que matou Sr. Osmar de Oliveira
Foto: Reprodução

Polícia Civil confirma autoria de disparo que matou Sr. Osmar de Oliveira

Adolescente de 14 anos foi quem atirou contra a vítima de latrocínio em uma propriedade rural de Junqueirópolis

Delegado de Junqueirópolis, Eliandro Renato dos Santos chefiou as investigações na busca da prisão dos criminosos

A suspeita do delegado de polícia de Junqueirópolis, Eliandro Renato dos Santos, que conduziu toda a investigação do latrocínio (roubo seguido de morte) ocorrido no dia 22 de abril, foi confirmada na manhã desta segunda feira, 11/6, com a apreensão do adolescente K.P.A., de 14 anos.

“A investigação aponta que o menor foi o autor do disparo de espingarda que vitimou o Sr. Osmar Rodriguês de Oliveira, de 62 anos”, afirma o delegado. Eliandro informa ainda que a apreensão foi possível graças ao mandado expedido pela Justiça.

O adolescente, ainda segundo o delegado, chegou a ser conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos no dia 25 de abril, quando na ocasião foi encontrada uma bermuda manchada de sangue no interior de sua casa. Por falta de provas que incriminasse o menor naquele momento, ele foi ouvido e liberado.

Bermuda manchada com sangue foi encontrada na casa do menor de idade (Foto: Cedida/PM)

O delegado disse que o menor não revelou onde está escondida a arma do crime, porém o caso já está todo elucidado. “Após todas as oitivas, dois homens foram presos e um menor apreendido. Esclarecemos também qual foi a participação de cada um no latrocínio”, conclui Eliandro.

O adolescente foi apresentado ao Juízo da Infância e Juventude de Junqueirópolis. Em seguida, ele será encaminhado a uma unidade da Fundação Casa.

O crime

Osmar Rodriguês de Oliveira, 62 anos, foi morto na noite do dia 22/4, após ser violentamente agredido por bandidos e alvejado com um tiro de espingarda durante um assalto a sua propriedade rural. O crime ocorreu por volta das 21h, em uma chácara localizada no bairro Cafezinho.

Vista geral do local onde o latrocínio ocorreu

De acordo com a polícia, dois bandidos arrombaram a porta da casa e renderam o casal quando se preparavam para dormir. Depois de revirar a casa, abrindo gavetas e portas dos móveis em busca do suposto dinheiro que não existia, os bandidos fugiram do local com o carro do casal, um Ford Escort, levando uma televisão de 32 polegadas, uma furadeira, um relógio de pulso, dois celulares e a mulher de refém.

Os bandidos abandonaram o carro com a mulher amarrada dentro em um canavial. A mulher conseguiu escapar, andou três quilômetros a pé de volta a sua casa e acionou a polícia, com a ajuda de uma vizinha.

Após a chegada da polícia, a mulher foi conduzida ao Pronto Socorro onde passou por exame de corpo de delito e recebeu cuidados médico. Ela apresentava sinais de agressão nas costas e quadril, sentia fortes dores no couro cabeludo e vermelhidão nos punhos. Depois de medicada, foi liberada.

A esposa de Sr. Osmar também foi agredida pelos bandidos. Manchas roxas no corpo denuncia a agressão

O carro foi localizado pela polícia e guinchado para a delegacia onde passou por perícia. A televisão ficou dentro do carro.

Desdobramentos

O primeiro homem que teve sua participação confirmada no crime foi preso no dia 25 de abril. Identificado pelas iniciais R.J.O., em sua casa a polícia localizou a furadeira que tinha sido levada no assalto. Segundo a linha de investigação, este homem invadiu a casa junto com o menor.

O segundo homem que teve comprovada a participação foi preso no dia 5 de maio. Identificado por M. A. P. F., é apontado como o líder da quadrilha, sendo que cabia a ele fazer o levantamento das vítimas em potencial e repassar as informações aos demais membros do bando.

De posse de sua mulher foi encontrado um celular que havia sido levado de uma outra vítima moradora de uma propriedade rural, durante assalto com os mesmos modos operantes, em 13 de fevereiro.

Já o terceiro que teve a participação confirmada é o menor de 14 anos preso hoje de manhã.

Para elucidação do caso, a Polícia Civil contou com o apoio da Polícia Militar.

Comente com o Facebook !!

Sobre Gilmar Pinato

Jornalismo-Faculdade de Comunicação Social Helio Alonso- Rio de Janeiro (RJ), 1986- MTb 24.051 -Estágio Jornal O Estado de São Paulo (S.P. ag/dez.88). -Assessor de Imprensa Oficina Cultural Timochenco Wehbi (P.Pte-SP) -Repórter Jornal O Imparcial (P. Pte). -Produtor TV Fronteira- (P. Pte) -Repórter Jornal O Liberal, Araçatuba (SP), -Assessor de Imprensa Parlamentar- Assembleia Legislativa (Alesp). -Repórter Jornal Regional- Dracena (SP).

Veja Também

Gueitebol de Junqueirópolis conquista Campeonato Brasileiro em São Paulo

A equipe de Gueitebol do Junqueirópolis Tênis Clube (JEC) conquistou o 1º lugar (campeão) do ...