00:00:00
Home / Cidade / Sábado, 4/8, começa vacinação contra a pólio e o sarampo
Campanha de vacinação contra a poliomielite (paralisia infantil) inicia neste sábado e encerra dia 31/8

Sábado, 4/8, começa vacinação contra a pólio e o sarampo

Em Junqueirópolis a previsão é vacinar cerca de 800 crianças

Campanha é realizada somente no Centro Municipal de Saúde

 

Começa neste sábado, 4/8, a Campanha Nacional de Vacinação Contra Poliomielite e Sarampo-2018. Todas as crianças de um ano a menores de cinco devem se vacinar. Em Junqueirópolis, a campanha se realiza no Centro Municipal de Saúde “Dr. Sebastião Franceschi”.

Sábado, 4,  também é o primeiro Dia D de mobilização nacional da campanha em todo o país e o Centro de  Saúde de Junqueirópolis vai estar aberto das 8h às 17h para a vacinação.

A meta de alcance da vacinação estabelecida pelo Ministério da Saúde, é de pelo menos 95% das crianças para diminuir a possibilidade de retorno da pólio e reemergência do sarampo no país.

Em Junqueirópolis, de acordo com a enfermeira do Centro de Saúde, Danielli dos Santos Cedroni, a previsão é imunizar aproximadamente 800 crianças do público alvo, atingindo a meta determinada pelo Ministério.

2º DIA D- O segundo Dia D da Campanha será no sábado, 18/8, quando Centro de Saúde de Junqueirópolis também estará atendendo das 8h às 17h. A campanha encerra no dia 31/8, sexta-feira.

DURANTE A SEMANA -Nos demais dias da semana, de segunda sexta-feira, até o dia 31,  vacinação ocorre no horário normal de expediente na sala de vacinação do centro de saúde, das        .

CARTEIRA – Os pais não devem esquecer a Carteira de Vacinação e o Cartão SUS.

BRASIL – No Brasil, 11,2 milhões de crianças devem ser vacinadas. No lançamento da campanha, o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, enfatizou “que às vezes enfrentamos uma situação como essa, que nos traz um alerta, porque temos uma falsa impressão de que a doença foi eliminada do país. Mas é a cobertura vacinal elevada que faz a doença desaparecer. E é por isso que devemos continuar vacinando nossos filhos, para manter essas doenças longe do Brasil”, ressaltou Gilberto Occhi.

Todos os estados do país já estão abastecidos com 871,3 mil doses da Vacina Inativada Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba.

Em relação ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina Tríplice viral, independente da situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias.

SARAMPO- O Brasil recebeu, em 2016, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo, e atualmente empreende esforços para manter o certificado, principalmente por meio do fortalecimento da vigilância epidemiológica, da rede laboratorial e de estratégias de imunização.

No mundo, há registros de casos de sarampo em alguns países da Europa e das Américas. Em 2017, foram 173.330 casos registrados. Em 2018 (até maio), 81.635 casos confirmados, a maioria em países do Sudeste Asiático e Europa.

Atualmente, o Brasil enfrenta dois surtos de sarampo: em Roraima e no Amazonas. Até o 1º de agosto, foram confirmados 742 casos no Amazonas e 280 em Roraima. Além disso, alguns casos isolados foram identificados nos estados de Rio de Janeiro (14); Rio Grande do Sul (13); Pará (2), Rondônia (1) e São Paulo (1).

O reaparecimento da doença está relacionado às baixas coberturas e a presença de venezuelanos no país, comprovado pelo genótipo do vírus (D8) identificado, que é o mesmo que circula na Venezuela.

POLIOMIELITE – De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), três países ainda são considerados endêmicos (Paquistão, Nigéria e Afeganistão). O Brasil está livre da poliomielite desde 1990. Em 1994, o país recebeu, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a Certificação de Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem.

 

Fonte: Ministério da Saúde

 

 

 

 

Comente com o Facebook !!

Sobre Gilmar Pinato

Jornalismo-Faculdade de Comunicação Social Helio Alonso- Rio de Janeiro (RJ), 1986- MTb 24.051 -Estágio Jornal O Estado de São Paulo (S.P. ag/dez.88). -Assessor de Imprensa Oficina Cultural Timochenco Wehbi (P.Pte-SP) -Repórter Jornal O Imparcial (P. Pte). -Produtor TV Fronteira- (P. Pte) -Repórter Jornal O Liberal, Araçatuba (SP), -Assessor de Imprensa Parlamentar- Assembleia Legislativa (Alesp). -Repórter Jornal Regional- Dracena (SP).

Veja Também

Forte ventania causa queda de postes, árvores e energia elétrica no município

O forte temporal com ventania e raios que atingiu a cidade por volta das 18h30 ...