00:00:00
Home / Cidade / Forte neblina cobre a cidade na manhã deste sábado
Neblina neste sábado de manhã, na Rui Barbosa,centro

Forte neblina cobre a cidade na manhã deste sábado

Rotatória do Cristo, na avenida Geraldo Fudo

Junqueirópolis amanheceu neste sábado, 15/9, sob forte neblina  que permaneceu até por volta das 8h30. A cerração atrapalhou a visibilidade dos motoristas e foi preciso usar o farol com a luz baixa na área urbana.

A temperatura registrada por volta das 7h15, no termômetro da praça Álvaro Junqueira, no centro, era de 16°C. A máxima prevista para este sábado de inverno é 28°C e a mínima, 17°C. Durante o dia e noite de sexta-feira, choveu moderado na cidade e a previsão de chuva leve e moderada continua para a cidade neste fim de semana.

Praça Álvaro Junqueira

A Neblina – também chamada de Nevoeiro ou Bruma – é um fenômeno atmosférico causado pela condensação da umidade presente no ar em forma de vapor.

A diferença entre neblina e névoa está nas limitações no campo de visão: enquanto a neblina prejudica a visão horizontal em um espaço menor que 1000 metros, a névoa, por ser mais fraca, atrapalha a visibilidade em uma distância maior do que essa.

De certa forma, a neblina pode ser considerada como a formação de nuvens próximas ao solo, isso porque o processo constitutivo dos dois fenômenos é o mesmo: a condensação do vapor d’água.

Parque Ecológico

No caso das nuvens, a umidade condensa-se graças às baixas temperaturas que a atmosfera atinge em determinadas altitudes, sendo, por isso, mais frequentes.

A neblina surge da seguinte forma: quando o solo está úmido – em razão principalmente das chuvas –, a umidade local tende a aumentar por causa da evaporação da água.

Durante a madrugada e o período da manhã, quando as temperaturas são as menores do dia, essa água tende a condensar-se, formando aquela fumaça branca que nos atrapalha a enxergar o que está a nossa frente.

A formação de nevoeiros, porém, é mais comum em dois tipos de ambientes: nas zonas de serras e montanhas e nas proximidades de lagos, rios e lagoas.

 

Rua General Osório

A neblina surge da seguinte forma: quando o solo está úmido – em razão principalmente das chuvas –, a umidade local tende a aumentar por causa da evaporação da água. Durante a madrugada e o período da manhã, quando as temperaturas são as menores do dia, essa água tende a condensar-se, formando aquela fumaça branca que nos atrapalha a enxergar o que está a nossa frente.

A formação de nevoeiros, porém, é mais comum em dois tipos de ambientes: nas zonas de serras e montanhas e nas proximidades de lagos, rios e lagoas.

R. Rui Barbosa
Trevo da SP-294

 

Comente com o Facebook !!

Sobre Gilmar Pinato

Jornalismo-Faculdade de Comunicação Social Helio Alonso- Rio de Janeiro (RJ), 1986- MTb 24.051 -Estágio Jornal O Estado de São Paulo (S.P. ag/dez.88). -Assessor de Imprensa Oficina Cultural Timochenco Wehbi (P.Pte-SP) -Repórter Jornal O Imparcial (P. Pte). -Produtor TV Fronteira- (P. Pte) -Repórter Jornal O Liberal, Araçatuba (SP), -Assessor de Imprensa Parlamentar- Assembleia Legislativa (Alesp). -Repórter Jornal Regional- Dracena (SP).

Veja Também

Assessores da diretoria estadual do Procon visitam a unidade de Junqueirópolis

O Procon de Junqueirópolis, recebeu na tarde de quarta-feira, 14, as visitas dos assessores das ...