00:00:00
Home / Cidade / Sem biometria, mais de 2,7 mil eleitores de Junqueirópolis não podem votar
Urnas eletrônicas biométricas que serão usadas nas eleições deste domingo, 7 e eventual segundo turno, dia 28

Sem biometria, mais de 2,7 mil eleitores de Junqueirópolis não podem votar

São 2.739 eleitores de Junqueirópolis que não fizeram a biometria, tiveram os títulos cancelados e não vão poder votar nas eleições deste domingo, 7 (1º turno) e 28/10 (segundo turno).

Esses eleitores somente vão poder regularizar suas situações com a Justiça Eleitoral, a partir de 5 de novembro. O prazo para a realização da biometria obrigatória em Junqueirópolis, encerrou em nove de maio. Esses mais de 2,7 mil (cerca de16,83%)  eleitores que não compareceram ao Cartório Eleitoral para o procedimento tiveram os títulos cancelados.

Em Junqueirópolis e mais 83 cidades do Estado de São Paulo, a biometria para as eleições 2018 foi obrigatória. O eleitor será identificado na urna eletrônica pela sua impressão digital.

Estão aptos a votar em Junqueirópolis, 13.320 eleitores cadastrados pela biometria (identificação digital). Mesmo assim a Justiça Eleitoral orienta os eleitores a levarem um documento com foto.

Biometria obrigatória em Junqueirópolis, encerrou 9 de maio

O QUE OCORRE COM O ELEITOR COM TÍTULO CANCELADO

Enquanto não regularizar sua situação com a Justiça Eleitoral, o eleitor não poderá (§1º do art. 7º do Código Eleitoral – Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965):

  • obter passaporte ou carteira de identidade;
  • receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;
  • participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias;
  • obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;
  • inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado;
  • renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo.
Comente com o Facebook !!

Sobre Gilmar Pinato

Jornalismo-Faculdade de Comunicação Social Helio Alonso- Rio de Janeiro (RJ), 1986- MTb 24.051 -Estágio Jornal O Estado de São Paulo (S.P. ag/dez.88). -Assessor de Imprensa Oficina Cultural Timochenco Wehbi (P.Pte-SP) -Repórter Jornal O Imparcial (P. Pte). -Produtor TV Fronteira- (P. Pte) -Repórter Jornal O Liberal, Araçatuba (SP), -Assessor de Imprensa Parlamentar- Assembleia Legislativa (Alesp). -Repórter Jornal Regional- Dracena (SP).

Veja Também

Equipa apresenta atividades da equipe Multidisciplinar

(Ass. Imprensa-Prefeitura)-Com maciça presença de pessoas representativas dos vários meios da sociedade que estiveram no ...