00:00:00
Home / Cidade / Abstenção em Junqueirópolis atinge 16,06% no primeiro turno
Foto: Divulgação/TSE

Abstenção em Junqueirópolis atinge 16,06% no primeiro turno

Mais de 2 mil eleitores  deixaram de votar em 2018. Incluindo os junqueiropolenses que não fizeram a biometria, mais de 4,8 mil eleitores não votaram na cidade 

Ao todo, 11.091 eleitores votaram em Junqueirópolis neste primeiro turno (Foto: Gilmar Pinato/JD)

A abstenção em Junqueirópolis chegou a 16,06% no primeiro turno das eleições neste domingo (7/10), segundo dados divulgados pelo Cartório Eleitoral de Junqueirópolis. No total, 2.122 eleitores deixaram de votar.

O percentual é bem superior a votação do candidato a presidência da república Geraldo Alckmin, do PSDB, que recebeu 1.617 votos. Alckmin foi o segundo mais votado no município na corrida presidencial.

Num comparativo com as eleições presidenciáveis de 2014, houve redução de 17,30% na abstenção. Na eleição anterior, 2.566 eleitores não compareceram às urnas.

Ainda em comparação, em 2014 estavam aptos a votarem 13.533 eleitores e neste ano 13.213. O número de eleitores em 2018 é inferior a 2014 devido o cancelamento de 2.739 títulos dos eleitores que não fizeram a biometria obrigatória para a cidade. O percentual de redução atingiu 17,17%, ou seja, sem a biometria estariam aptos a votarem 15.952 eleitores.

Em 2018, o número de votos nulos (543) e brancos (432) para presidente somou 975, aumento de 117 votos num comparativo com 2014.

Já para o governo, o eleitor demonstrou não confiar nos candidatos postulantes, sendo que os votos brancos e nulos totalizaram 2.211. Os números representam aumento de 126,76% de rejeição num comparativo com o índice de rejeição presidencial.

A rejeição para as vagas na Assembléia Legislativa de São Paulo (Alesp) e Câmara dos Deputados se mantiveram quase no mesmo patamar. Para deputado estadual votaram brancos e nulos 1.910 eleitores e para federal 2.028.

Ao todo, foram apurados 11.091 votos. Deste montante, tirando os votos brancos e nulos, o percentual de votos válidos para presidente totalizou 91,21% (10.116 votos). Para o governo do estado o percentual caiu para 79,59% (8.827).

O percentual de votos válidos para deputado federal, incluindo votos nominais, mais os votos de legenda, atingiu 81,71%. Foram 8.501 votos nominais e outros 562 de legenda.

Para deputado estadual, o percentual foi de 82,12% dos votos válidos. Nominais foram 8.238, mais 870 de legenda.

Todo o trabalho de votação e apuração esteve coordenado pela juíza eleitoral Luciana Amstalden Bertoncini. O promotor de justiça Ruy Fernando Anelli Bodini também contribuiu para o bom andamento do pleito, que foi concluído com êxito.

Juíza eleitoral Luciana Bertoncini com equipe de trabalho do Cartório Eleitoral de Junqueirópolis                              (Foto: Fernando Ramos/JD)                           
Comente com o Facebook !!

Sobre Gilmar Pinato

Jornalismo-Faculdade de Comunicação Social Helio Alonso- Rio de Janeiro (RJ), 1986- MTb 24.051 -Estágio Jornal O Estado de São Paulo (S.P. ag/dez.88). -Assessor de Imprensa Oficina Cultural Timochenco Wehbi (P.Pte-SP) -Repórter Jornal O Imparcial (P. Pte). -Produtor TV Fronteira- (P. Pte) -Repórter Jornal O Liberal, Araçatuba (SP), -Assessor de Imprensa Parlamentar- Assembleia Legislativa (Alesp). -Repórter Jornal Regional- Dracena (SP).

Veja Também

Supermercado Tamoyo Flex lança ofertas da semana

Preços especiais são válidos até o próximo dia 25 de outubro, ou enquanto durarem os ...