00:00:00
Home / Cidade / Bolsonaro quebra hegemonia do PSDB e conquista votos de mais de 60% dos eleitores em Junqueirópolis

Bolsonaro quebra hegemonia do PSDB e conquista votos de mais de 60% dos eleitores em Junqueirópolis

Na corrida para o governo do estado, o eleitor junqueiropolense manteve a preferência pelo partido dos tucanos e Dória recebeu 47,88% dos votos

Seguindo o voto da maioria dos brasileiros, 6.139 junqueiropolenses contribuíram para quebrar uma hegemonia do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) na corrida presidencial que duraram quase 24 anos na Cidade Verde.  Isso porque, com 60,69% dos votos válidos, o candidato do Partido Social Liberal (PSL), Jair Messias Bolsonaro, ficou em primeiro lugar na eleição para presidente do Brasil em Junqueirópolis.

Jair Bolsonaro foi o único presidenciável que conseguiu mobilizar o eleitor em Junqueirópolis

O candidato do PSDB, ex-governador do estado, Geraldo José Rodriguês Alckmin Filho, ficou em segundo com apenas 15,98% dos votos. Alckmin obteve 1.617 votos.

Já Fernando Hadadd, do Partido dos Trabalhadores (PT), ficou em terceiro com 1.336 (13,21%), seguido de Ciro Gomes, do Partido Democrático Trabalhista, com 507 votos (5,01%).

João Dionisio Filgueira Barreto Amoedo (Partido Novo) recebeu 258 votos (2,55%); Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos, do Partido Ecológico Nacional (PEN), 72 votos (0,71%); Henrique de Campos Meirelles, do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), 58 votos (0,57%); Maria Osmarina Marina da Silva Vaz de Lima, do Partido Rede Sustentabilidade, 57 votos (0,56%); Alvaro Fernandes Dias, do Partido Podemos, 46 votos (0,45%); Guilherme Castro Boulos, do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), 16 votos (0,16%); José Maria Eymael, do Partido Democracia Cristã (PSDC), 5 votos (0,05%); Vera Lúcia Pereira da Silva Salgado, do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU), 3 votos (0,03%); e João Vicente Fontella Goulart, do Partido Pátria Livre (PPL), 2 votos (0,02%).

Dória mantém liderança dos tucanos na corrida pelo governo do estado

Dória recebeu 47,88% dos votos válidos

Se o PSDB perdeu força com o eleitor junqueiropolense para a corrida presidencial, na corrida ao governo do estado o cenário é outro. Com 4.226 votos, João Agripino da Costa Dória Junior manteve a hegemonia dos tucanos com uma votação expressiva.

Dória conquistou a preferência de 47,88% do eleitorado, aplicando 27,98% de diferença para o segundo colocado, ou seja, recebeu 2.469 votos a mais que Márcio Luiz França Gomes, atual governador, do Partido Socialista Brasileiro (PSB). França conquistou o voto de 1.757 eleitores, totalizando 19,90% dos votos válidos.

Paulo Antônio Skaf, do MDB, obteve 1.323 votos (14,99%); Luiz Marinho, do PT, 779 votos (8,83%); Rodrigo Tavares da Silva, do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), 317 votos (3,59%); Adriano da Costa e Silva, do Partido Democracia Cristã (DC), 255 votos (2,89%); Rogério Chequer Ramalho Machado, do Novo, 115 votos (1,30%); Lisete Regina Gomes Arelaro, do PSOL, 49 votos (0,56%); Antônio Donizete Ferreira, do PSTU, 5 votos (0,06%); e Claudio Fernando de Aguiar, do Partido da Mobilização Nacional (PMN), apenas 1 voto (0,01%).

Na cola de Bolsonaro, Major Olímpio recebe maior número de votos para o Senado

Major Olímpio defendeu Bolsonaro no interior de São Paulo e recebeu 29,17% dos votos válidos em Junqueirópolis

Em campanha com Bolsonaro durante a passagem do presidenciável pelo Oeste Paulista, Sérgio Olímpio Gomes, do PSL, recebeu o maior número e votos por uma vaga ao Senado em Junqueirópolis. Major Olímpio, como popularmente é conhecido, foi votado por 4.401 eleitores, totalizando 29,17% dos votos válidos.

O PSDB emplacou dois candidatos na sequencia. Mara Cristina Gabrilli com 3.755 votos (24,89%) e José Ricardo Alvarenga Trípoli com 2.484 (16,46%).

O petista Eduardo Matarazzo Suplicy recebeu 1.107 votos (7,34%); Maurren Higa Maggi, do (PSB), 1.096 votos (7,26%); Mario Covas Neto, do Podemos, 756 votos (5,01%); Jilmar Augustinho Tatto, do PT, 519 votos (3,44%); Diogo Ribeiro da Luz, do Novo, 400 (2,65%); Marcelo Fortes Barbieri, do MDB, 144 votos (0,95%); Antônio Fernandes dos Santos Neto, do PDT, 118 votos (0,78%); e Maria Aparecida Pinto, do MDB, 107 votos (0,71%).

Samuel Moreira, do PSDB, é o deputado federal mais votado

Com apoio do governo municipal, Samuel Moreira recebeu 14,17% dos votos

O candidato Samuel Moreira da Silva Junior, do PSDB, recebeu a maior votação para deputado federal no município. Moreira obteve 1.384 votos, totalizando 14,17% dos votos válidos, superou a votação recebida em 2014, quando recebeu 1.308 votos.

Sem fazer campanha na cidade, o segundo mais votado foi o filho de Jair Bolsonaro, Eduardo Nantes Bolsonaro, do PSL, com 839 votos (9,26%). Enrico Van Blarcum de Graaff Misasi, do Partido Verde (PV), recebeu 492 votos (5,43%).

Outra candidata que defendeu Bolsonaro na campanha também se beneficiou com os votos dos junqueiropolenses, Joice Cristina Halsselmann, do PSL, obteve 453 votos (5,00%). Eleuses Vieira Paiva, do Partido Social Democrático (PSD), com 439 votos (4,84%), fechou o top cinco dos mais votados.

Entre os 338 candidatos que concorriam ao cargo de deputado federal que receberam votos na cidade, estão: Milton Campos de Mello (Tupã), do Partido Democratas, com 322 votos; Arnaldo Calil Pereira Jardim, do Partido Popular Socialista (PPS), 258 votos; Fausto Ruy Pinato, do Partido Progessista (PP), 237 votos; Arlindo Chignalia Junior, do PT, 144 votos; Celso Ubirajara Russomanno, do Partido Republicano Brasileiro (PRB), 141 votos; José Lemes Soares, do PRB, 124 votos, Luiz Felipe Baleia Tenuto Rossi, do MDB, 107 votos; José Mentor Guilherme de Mello Netto, do PT, 97 votos; Luiz Flávio Gomes, do PSB, 72 votos; Valmir Prascidelli, do PT, 54 votos, entre outros.

Outros dois artistas, muito questionados pelas condutas, também receberam votos em Junqueirópolis. O palhaço Francisco Everaldo Oliveira Silva (Tiririca), do Partido da República (PR), obteve 125 votos, e o ator Alexandre Frota de Andrade, do PSL, recebeu 50 votos.

Bragato mantém escrita e recebe maior número de votos para deputado estadual

Bragato mantém liderança em Junqueirópolis e recebe 39,80% dos votos válidos

Com status de deputado junqueiropolense, Mauro Bragato, do PSDB, foi novamente o mais votado para deputado estadual, atingindo a marca de 3.625 votos, com percentual de 39,80% dos votos válidos.

Bragato manteve a quantidade de votos que comumente recebe nas eleições em Junqueirópolis. Em 2018 Bragato recebeu 171 votos a menos quando comparado com a eleição de 2014 (3.796 votos).

A candidata Janaina Conceição Paschoal, do PSL, foi a segunda mais votada. A candidata que foi cogitada ser vice de Bolsonaro, recebeu 736 votos (8,08%).

Já o candidato Reinaldo de Souza Alguz, do PV, perdeu prestigio com o eleitor junqueiropolense e recebeu 639 votos (7,02%). Num comparativo com 2014, Alguz perdeu 1.546 votos.

Fecham o top cinco os candidatos Edson Tomazini (Ed Tomas), do PSB, com 340 votos (3,73%), e Marta Maria Freire da Costa, do PSD, com 215 votos (3,36%).

Comente com o Facebook !!

Sobre Gilmar Pinato

Jornalismo-Faculdade de Comunicação Social Helio Alonso- Rio de Janeiro (RJ), 1986- MTb 24.051 -Estágio Jornal O Estado de São Paulo (S.P. ag/dez.88). -Assessor de Imprensa Oficina Cultural Timochenco Wehbi (P.Pte-SP) -Repórter Jornal O Imparcial (P. Pte). -Produtor TV Fronteira- (P. Pte) -Repórter Jornal O Liberal, Araçatuba (SP), -Assessor de Imprensa Parlamentar- Assembleia Legislativa (Alesp). -Repórter Jornal Regional- Dracena (SP).

Veja Também

Supermercado Tamoyo Flex lança ofertas da semana

Preços especiais são válidos até o próximo dia 25 de outubro, ou enquanto durarem os ...