Home / Cidade / LIMÃO AUXILIA NA RENDA DOS PRODUTORES FAMILIARES DO MUNICÍPIO
Gílson de Souza um dos produtores familiares do municípiio que investe na produção do limão tahiti

LIMÃO AUXILIA NA RENDA DOS PRODUTORES FAMILIARES DO MUNICÍPIO

(JORNAL A NOTÍCIA) –  A produção do limão em Junqueirópolis e região tem aumentado nos últimos anos, tornando-se uma opção para agregar renda ao pequeno produtor rural do município.
O limão produzido em Junqueirópolis é da variedade  Tahiti,  que vem ganhando espaço como um dos frutos cítricos de maior importância comercial no país. De acordo com um dos produtores de Junqueirópolis, Gílson de Souza, o município possui cerca de oito produtores que investiram na plantação do limão comercial que abastece supermercados, quitandas e feirantes da região.
“A vantagem é que sempre estamos colocando um produto fresco e de qualidade no mercado regional”, explica.
DIVERSIDADE-“O limão é uma alternativa de diversifisidade para o pequeno produtor da cidade e microrregião, para ser plantado junto a outras culturas, a exemplo do maracujá e acerola”, acrescenta Souza.
O período para início da produção comercial é de três a quatro anos, uma das variedades de maior precocidade.
NOVOS MERCADOS- Os meses de fevereiro e março são de pico de produção e neste ano os produtores obtiveram uma importante conquista.
Com excesso de colheita para o mercado regional, os produtores se uniram e buscaram novos mercados para comercializar a fruta.
“Fizemos contato com a empresa Purapolpa, de Guaraçai que industrializa frutas para fabricação de sucos e produz o suco de limão e de outras frutas que absorveu a nossa produção”, enfatiza Sousa.
Na safra de 2019, os produtores da cidade já haviam conseguido abrir esse mercado com a empresa que adquiriu uma parte da colheita mas nesse ano, informa, já foram feitas de quatro a cinco viagens com a venda de aproximadamente 20 mil quilos da fruta para a indústria.
“A empresa abriu as portas e conseguimos colocar nosso produto no mercado”, ressalta Souza, que vê o limão como uma cultura viável para acrescentar à renda do agricultor no município.
RESISTÊNCIA A DOENÇAS- Um aspecto importante, salienta o produtor é que as mudas da fruta já são enxertadas e mais resistentes a bactérias, fungos e vírus que causam doenças nos pés.
“Aqui os plantios são bem preparados, resistentes a doenças que surgiram em algumas plantações mas hoje está controlado”, informa.
A gomose é uma das doenças que causam maiores prejuízos à citricultura, nas regiões tropicais úmidas, sendo responsável pela morte de muitas plantas.
IMPULSO – A partir da década de 70, a produção do limão ganhou impulso graças ao trabalho da pesquisa, assistência técnica e crédito agrícola que, de forma integrada, estimulou a expansão da área cultivada.
O Estado de São Paulo é o primeiro produtor brasileiro, representando quase 70% do total da produção no país.

Gílson de Souza explica que o limão agrega renda junto às demais produções do pequeno e médio agricultor familiar do município
O limão produzida em Junqueirópolis é da variedade Tahiti
Comente com o Facebook !!

Sobre Gilmar Pinato

Jornalismo-Faculdade de Comunicação Social Helio Alonso- Rio de Janeiro (RJ), 1986- MTb 24.051 -Estágio Jornal O Estado de São Paulo (S.P. ag/dez.88). -Assessor de Imprensa Oficina Cultural Timochenco Wehbi (P.Pte-SP) -Repórter Jornal O Imparcial (P. Pte). -Produtor TV Fronteira- (P. Pte) -Repórter Jornal O Liberal, Araçatuba (SP), -Assessor de Imprensa Parlamentar- Assembleia Legislativa (Alesp). -Repórter Jornal Regional- Dracena (SP).
×

Siga-nos no Facebook