00:00:00
Home / Gilmar Pinato

Gilmar Pinato

Jornalismo-Faculdade de Comunicação Social Helio Alonso- Rio de Janeiro (RJ), 1986- MTb 24.051 -Estágio Jornal O Estado de São Paulo (S.P. ag/dez.88). -Assessor de Imprensa Oficina Cultural Timochenco Wehbi (P.Pte-SP) -Repórter Jornal O Imparcial (P. Pte). -Produtor TV Fronteira- (P. Pte) -Repórter Jornal O Liberal, Araçatuba (SP), -Assessor de Imprensa Parlamentar- Assembleia Legislativa (Alesp). -Repórter Jornal Regional- Dracena (SP).

Preso segundo suspeito a assalto em residência no centro, segunda-feira

(G1-PRUDENTE) – Um homem de 26 anos foi preso na tarde desta sexta-feira (25) suspeito de ter participado de um assalto a uma residência, no centro da cidade na última segunda-feira (21). Outro rapaz, de 24 anos, já havia sido preso no dia do crime.
Conforme a Polícia Civil, o acusado de 26 anos negou participação na ação criminosa, mas foi reconhecido por todas as vítimas. Os objetos subtraídos foram restituídos a seus legítimos donos, segundo a polícia. Ele foi encaminhado à Cadeia de Presidente Venceslau.
O assalto ocorreu na manhã do dia 21 de maio, em uma residência, localizada no centro da Junqueirópolis. Três vítimas estavam no local, sendo um casal de idosos e uma moça. Dois bandidos armados praticaram o crime.
De acordo com a PM, os ladrões pularam o muro da casa e esperaram a proprietária abrir a porta. Quando a mulher saiu, eles a abordaram com duas pistolas em punho. Conforme a Polícia Civil, após renderem os três ocupantes da casa, os criminosos passaram a exigir dinheiro.
Em dado momento, após uma distração dos bandidos, as vítimas conseguiram entrar em um dos quartos da casa e trancaram a porta. Do interior do cômodo elas conseguiram telefonar para a polícia.
A PM realizou diligências e conseguiu prender um dos ladrões, enquanto o outro estava foragido

Combustíveis estão no final nesta sexta, mas há posto que estoque já acabou

Os postos de combustíveis de Junqueirópolis, estavam com os estoques no final, nesta sexta-feira, 25/5. Em um dos estabelecimentos, localizado no cruzamento das avenidas Sete de Setembro, com a Geraldo Fudo, os estoques do etanol, gasolina e óleo diesel, acabaram desde ontem, quinta-feira.

Nos demais, a informação à reportagem foi de que os estoques só durariam até o final da tarde desta sexta. Caso não haja mudança de posicionamento dos caminhoneiros em relação à greve que chegou hoje ao quinto dia, poderá faltar combustível na cidade a partir deste sábado, 26/5.

 

Caminhoneiros da cidade se concentram nos trevos das Duas Barras e Salgado Filho

Caminhoneiros de Junqueirópolis estão concentrados  nesta sexta-feira, 25/5, nas rotatórias  de acesso aos bairros Duas Barras e Salgado Filho, na rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294)

 O objetivo, segundo eles, é obter adesões ao movimento e também parar caminhoneiros que não aderiram à greve e estão usando rotas alternativas, nos casos, estradas vicinais dos  bairros rurais para trafegarem e desviarem dos bloqueios que ocorrem nas rodovias em várias cidades da região.

De acordo comos caminhoneiros,  os caminhões barrados nas vicinais que dão acesso à SP-294, estão sendo conduzidos para o ponto de bloqueio  em Dracena, também ás margens da rodovia. Um internauta flagrou o momento em que um caminhão carregado foi parado em um posto da cidade e conforme o áudio ele seria levado para Dracena. (confira o vídeo no fb do site)

Os caminhoneiros da cidade mobilizados nas rotatórias, ressaltaram o apoio às reivindicações da categoria no país, pediram colaboração da população e do comércio ao movimento. Cogitaram fazer uma carreata na cidade, no final da tarde, o  que não havia sido confirmado até por volta das 14h.

Apesar do acordo dos sindicatos dos caminhoneiros com o governo federal na noite de quinta-feira, a paralisação não parou nesta  sexta em todo o país.

Na região,  segundo o site G1 de Prudente, há pontos de bloqueios nas cidades de Presidente Prudente (onde há a maior concentração), Rancharia, Taciba, Alfredo Marcondes, Iepê,Presidente Venceslau, Teodoro Sampaio, Osvaldo Cruz, Tupi Paulista,Adamantina, Dracena, Parapuã, Ouro Verde e Inúbia Paulista.


Começam as inscrições de candidatas para rainha e princesas para Aceruva – 2018

Com a grade de shows praticamente fechada, com anúncio de shows de ponta como Bruno e Marrone, João Neto e Frederico e outros, a comissão organizadora iniciou os preparativos para a escolha das candidatas a rainha e princesas da Aceruva -2018.
As entidades e clubes de serviços de Junqueirópolis, já podem inscrever suas candidatas, a rainha e princesas da festa desse ano que será realizada de 10 a 14 de outubro.
De acordo com a coordenadora responsável pelo evento, Maria José Castilho (Zezé), as pretendentes a candidatas de rainha e princesas da festa, devem ter idade mínima de 18 anos.
“A escolha é feito por um corpo de jurados convidados de várias cidades da região, os quais irão analisar os quesitos beleza, simpatia e desempenho das candidatas na passarela”.
Já confirmaram participação as entidades: Associação Agrícola, Associação Comercial, ABB Junqueiropolis, Junqueirópolis Esporte Clube, Odonto Company e Unialpa.
Zéze Castilho, convida as jovens interessadas em concorrer à escolha da rainha e princesas da Aceruva – 2018, para que entre em contato com ela na sede do Centro de Convivência do Idoso (CCI) ou pelo telefone (18) 996393620.

Greve dos caminhoneiros causa filas nos postos da cidade

Risco de desabastecimento leva os proprietários de veículos correrem aos postos em Junqueirópolis

A greve dos caminhoneiros que chega ao quarto dia nesta quinta, 24/5,  está causando reflexo também em Junqueirópolis. Por volta das 13h começaram a se formar filas nos postos de combustíveis da cidade para garantir o abastecimento dos veículos, uma vez que a previsão nos estabelecimentos era que os estoques do etanol e gasolina durassem somente até o final da tarde.

Segundo informações de um frentista, o caminhão transportando combustíveis para o estava parado desde quarta-feira,22, em um dos pontos de bloqueios dos caminhoneiros na região, na SP-294, em Dracena (trevo da Jojo). Outros pontos de bloqueios na região nesta quinta, ocorrem em Tupi Paulista e Adamantina.
GALÕES-Também chamou a atenção a quantidade de motoristas que além de abastecer os tanques, enchiam também os galões para reserva, tanto de álcool, etanol e diesel.
A paralisação dos caminhoneiros em protesto contra os preços do óleo diesel reflete em todos setores da economia no país. Entre eles o de alimentos, principalmente l nos itens de frutas, legumes e verdura, que são perecíveis.

Posto na cidade, no final da manhã desta quinta

ASSOCIAÇÃO DOS CAMINHONEIROS – O presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, disse nesta quarta,24,que a mobilização dos caminhoneiros nas rodovias do país só será encerrada quando o presidente Michel Temer sancionar e publicar, no Diário Oficial da União, a decisão de zerar a alíquota do PIS-Cofins incidente sobre o diesel.

Para poder ser sancionada pelo presidente, a medida precisa, antes, ser aprovada pelo Senado. Fonseca disse que os bloqueios nas estradas estão ganhando força inclusive de grupos não ligados aos caminhoneiros.

“Não são só os caminhoneiros que estão sendo prejudicados pela alta dos combustíveis. Isso está prejudicando todo mundo, inclusive temos recebido mensagens via redes sociais para continuarmos mantendo o movimento. Há insatisfação da sociedade com o governo”, disse.

Segundo Fonseca, os caminhoneiros não estão proibindo a passagem de veículos que transportam itens essenciais como remédios nem cargas vivas, produtos perecíveis ou oxigênio para hospital. Ônibus com passageiros e ambulâncias também estão podendo passar pelos bloqueios.

O representante dos caminhoneiros voltou a criticar a política de preço da Petrobras. “A equiparação com o preço internacional [do petróleo] foi a pior medida que podia ser feita.”

Movimento aumenta no começo da tarde

Junqueirópolis disputa contra Araçariguama, o Dia do Desafio, quarta, 30

Junqueirópolis disputa na próxima quarta-feira, 30, o Dia do Desafio, contra o município de Araçariguama, cidade que possui 21.038 habitantes e está localizada na região de São Roque. O município de Junqueirópolis possui atualmente, segundo o IBGE, 20.353 moradores.
O Dia do Desafio é celebrado anualmente na última quarta-feira do mês de maio. Em 2018, o Dia do Desafio será em 30 de maio.
O principal objetivo desta data é motivar a população a prática de atividades físicas, seja para melhorar a saúde física como também a mental.
Nesta data, as comunidades de diferentes cidades do Brasil e toda a América Latina se reúnem para disputar, amistosamente, competições e desafios que estimulam o corpo.
A proposta é que cada pessoa faça qualquer tipo de exercício físico por pelo menos 15 minutos, fazendo desta ação um hábito diário.
Origem do Dia do Desafio
Originalmente, o Dia do Desafio foi criado no começo da década de 1980, no Canadá.
Com o passar dos anos, o espírito do Dia do Desafio se consolidou e espalhou-se por todo o mundo.
Atualmente, esta é uma iniciativa apoiada pela International Sport and Culture Association (ISCA), e promovida pela TAFISA e UNESCO.
No Brasil, o Dia do Desafio foi realizado pela primeira vez em 1995, em parceria com a The Association for International Sport for All (TAFISA).
A partir do ano 2000, quem assume a organização do evento é o Sesc São Paulo
Em 2015, o Dia do Desafio passou a integrar o Programa Move Brasil, como mais uma ferramenta para garantir a meta de incentivar a prática de atividades físicas e esportes em todo o país.



Cleverson Penna fala de sua participação no reality Batalha dos Confeiteiros no Jornal do Meio Dia

O convidado desta terça-feira, 22/5, representa a Cidade Verde no reality Batalha dos Confeiteiros

Antecedendo a apresentação do sexto episódio, que vai ao ar hoje, 23/5, às 22h45, na tela da Record TV, o junqueiropolense Cleverson Penna, 35 anos, um dos participantes da 2ª temporada da Batalha dos Confeiteiros, participou ontem (22/5) do Jornal do Meio Dia, programa jornalístico apresentado por Élio Rodrigues, da Rádio Junqueirópolis.

Cleverson durante entrevista na bancada do Jornal do Meio Dia, da Rádio Junqueirópolis

Na bancada, durante bate-papo com o radialista, o jornalista Gilmar Pinato, do portal Junqueirópolis em Dia, e Fernando Ramos, diretor do Jornal Conexão em Dia, Cleverson contou da satisfação em representar a cidade no reality culinário. Ele também falou sobre a sua admiração pelo chef norte-americano Buddy Valastro, apresentador do programa, contou qual foi o maior desafio até este momento na competição e como está à convivência com os outros participantes, incluindo a paulistana Elisabeth Teodoro, competidora com quem teve uma desavença.

“Cleverson Penna é nascido em Junqueirópolis. Cresci e fui criado aqui, a família toda é daqui. Sou um apaixonado, primeiramente pela minha profissão, que é ser professor, me apaixonei pela confeitaria há algum tempo e continuo aí, na luta”, conta o entrevistado em sua apresentação. Cleverson é professor de Artes e pós-graduado em Artes Visuais.

Buddy Valastro, que é um ícone da confeitaria mundial, segundo Cleverson, foi a inspiração para ele inscrever-se no reality. “Eu sempre acompanhei os programas de televisão relacionados a confeitaria, e o ícone geral é Buddy Valastro. Eu já acompanhava os programas dele em canais de televisão paga. Foi lá que descobri que ele viria ao Brasil para fazer a primeira edição do reality. Acompanhei todo programa, já era fã, e ao término da primeira temporada, em 2015, eles lançaram as inscrições para a segunda temporada. Foi aí que eu me inscrevi pela internet, em 2016”, explica.

Cleverson fez a inscrição, porém não alimentou muito as esperanças, pois não sabia se ia dar certo. “Só me inscrevi por curiosidade mesmo. A seleção foi muito criteriosa, nós tivemos que mostrar trabalho de tudo que já tínhamos feito em confeitarias, além de questionários e avaliações psicológicas. Confesso que realmente não acreditava. Mas, de repente, fui selecionado e está sendo incrível, conhecendo pessoas incríveis, profissionais que vou levar para o resto da minha vida”, declara.

A primeira temporada da Batalha dos Confeiteiros foi, de fato, a grande inspiração para Cleverson tentar seguir a vida na confeitaria e ao mesmo tempo conciliar com a profissão de professor pela qual é apaixonado. “Eu sempre gostei muito de confeitar, de fazer bolos e doces em casa. Mas há exatamente três anos, por causa do programa, me apaixonei pela magia de confeccionar e saber que através da pasta americana posso transformar, modelar, um bolo simples em um bolo diferenciado. Foi esta paixão que me levou ao programa e agora penso em seguir carreira na confeitaria e, se possível, conciliar com a de educador”, ressalta o professor de artes.

Cleverson revela que suas grandes referências são o Buddy Valastro e o paulista Rick Zavala, vencedor da primeira temporada do reality culinário, porém não deixou de homenagear as mulheres de sua família, a mãe, tias, avó e bisavó, que cozinham e sempre cozinharam muito bem, segundo ele. Em homenagem, no episódio de estréia Cleverson fez uma receita de pé de moleque no Desafio do Confeiteiro. “Na hora da prova o Buddy pediu para fazer um doce que seria o carro chefe da minha confeitaria ou o doce destaque daqui da região. Foi aí que preferi a simplicidade e escolhi a receita do pé de moleque de chocolate de minha tia. Graças a Deus deu certo, e a receita agradou o Buddy”, comenta, ao passar pelo primeiro grande teste da competição.

Bolo lustre produzido no segundo episódio foi o mais difícil até agora, segundo Cleverson

Após cinco episódios, seis candidatos já foram eliminados. Para Cleverson, a confecção do bolo lustre na prova de eliminação, no segundo episódio, foi a mais difícil e o mais emocionante até o momento. “Aquilo foi algo inovador. Eu nunca tinha passado por essa experiência, que foi produzir um bolo de ponta cabeça. Não bastava apenas criar um elegante bolo de cabeça para baixo, em formato de lustre, para impressionar os jurados e o Buddy. Ele [bolo] tinha que ter estrutura suficiente para ficar suspenso e iluminado. Foi difícil, porém emocionante. Valeu a pena porque vencemos a prova”, diz aliviado.

Quanto a convivência com os demais participantes do reality, Cleverson não quis polemizar, inclusive minimizando o ataque de fúria que teve no programa, no terceiro episódio, após desentendimento com a paulista Elizabeth Teodoro.  Na ocasião, Cleverson disparou contra a desafeta: “Você não é humana”.

Cleverson e Elizabeth protagonizaram o maior barraco do programa até o quinto episódio (Foto: Reprodução)

“Esses profissionais que estão dividindo o programa comigo são pessoas incríveis. É claro que quando você convive com outras pessoas, sabemos que elas têm sentimentos e comportamentos diferentes que as vezes te agrada ou não. Procuro não ter e nem ser desafeto de ninguém. Aquela foi uma situação de momento. É um reality e na convivência do dia-a-dia tudo pode acontecer”, minimiza.

O junqueiropolense disse ser um privilegiado em poder representar Junqueirópolis e, consequentemente, o interior paulista em um programa em cadeia nacional de uma grande emissora da televisão brasileira. Cleverson também diz se emocionar facilmente quando perguntado de sua façanha em participar do primeiro reality em que se inscreveu.

“Estou muito emocionado. Sou do interior de São Paulo, de Junqueirópolis, e geralmente não vemos pessoas do interior sendo selecionadas para participar destes tipos de programas, de realities shows. Pra mim foi tudo muito mágico. A palavra certa para ilustrar o que sinto é magia. Está sendo tudo mágico”, enfatiza.

Apesar da final da Batalha dos Confeiteiros ser ao vivo, ainda sem data definida, os episódios são gravados. Portanto, devido às questões contratuais, Cleverson não pode falar abertamente sobre tudo o que aconteceu e ainda irá acontecer no programa. Entretanto, apesar do sexto episódio ir ao ar hoje, ele revela que já gravou outros episódios e, em breve, retornará aos estúdios da Record em São Paulo para gravar outros episódios. Isso é sinal que ele continua firme na competição.

No episódio de hoje, Cleverson vai assistir a apresentação do programa no Celeiro Espettaria, em Junqueirópolis, e convida todos para acompanhar as fortes emoções com ele. Na ocasião, ele vai aproveitar para tirar fotos e bater um papo com os fãs.

Neste sexto episódio, a Batalha dos Confeiteiros aproveita o clima da cerimônia da realeza britânica envolvendo o príncipe Harry e a atriz Meghan no Desafio de Eliminação. Com o tema casamento, os dez participantes que permanecem no reality show vão ter que, em único bolo, agradar a duas noivas com estilos completamente diferentes. Como será que eles vão se sair? Para ajudar Buddy Valastro na avaliação das criações dos competidores, o chef contará com a ajuda de Caroline Steig, organizadora de festas de casamento e consultora de imagem, e da cantora Lexa, que se casou ontem, 22/5, com MC Guimê.

Antes, no Desafio do Confeiteiro, que concede uma vantagem ao vencedor, os concorrentes terão de esculpir o rosto do próprio Cake Boss em pasta americana. Será que eles conseguirão satisfazer o exigente chef? O que será que Cleverson fez?

Ainda estão na disputa: Luiz, Cleverson, Tati, Iara, Elisabeth, Giovanni, Ícaro, Igor, Rita e Manuela, na foto com Rick Zavala, vencedor da primeira temporada

Batalha dos Confeiteiros

O programa é um formato e uma coprodução da Discovery Networks e produzido pela Endemol Shine Brasil. Na atração, participantes de diferentes personalidades e regiões do país disputam a chance de trabalhar com o experiente e consagrado Buddy em uma de suas lojas Carlo´s Bakery, que atrai clientes do mundo inteiro com suas guloseimas. Os competidores enfrentarão uma série de desafios sempre sob o olhar atento do apresentador e de seus convidados.

Em cada um dos episódios, serão propostas duas provas: o Desafio do Confeiteiro, que testará habilidades gerais de confeitaria, e o Desafio de Eliminação, quando estará em jogo a destreza relacionada à criação e à decoração de bolos. A cada episódio, um é eliminado da competição. Os Desafios de Eliminação serão sempre disputados em equipe, porém, a cada programa, o número de times e de seus integrantes pode ser alterado.

Fonte: R7
Élio, Cleverson, Gilmar e João Paulo
Élio, Cleverson, Fernando Ramos e João Paulo

Sindicato Rural e Senar promovem curso de operação e manutenção de tratores agrícolas

Aula teórica, no Sindicato Rural

O Sindicato Rural de Junqueirópolis, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), realizam nesta semana, de segunda, 21, a sexta-feira, 25, o curso “Operação e Manutenção de Tratores Agrícolas”, com aulas teóricas e práticas.

Foram disponíveis 15 vagas  gratuitas para o curso de capacitação que conta com participantes de ambos os sexos, da cidade e municípios da região. O curso tem como instrutor, José Eduardo de Andrade, da cidade de Rinópolis

As aulas são em período integral, das 8h às 17h. São três aulas teóricas, num total de 24 horas na sede do Sindicato e duas aulas práticas, com 16 horas no campo. O objetivo é ensinar aos operadores a prevenção de acidentes, a correta manutenção de tratores e prática da operação no campo.

O curso tem como instrutor, José Eduardo de Andrade
Peças de um trator agrícola são usadas para explicações na aula teórica
O curso é gratuito e voltado para capacitação de operadores

Veículos abandonados na zona urbana

Fusca abandonado e sucateado no canteiro central da via principal do distrito industrial

Veículos abandonados, em estado de deterioração são comuns e se incorporam ao cenário urbano da maioria das cidades, mas são inconvenientes, principalmente na questão de saúde pública.

Esses veículos são estacionados e deixados ali pelos  proprietários em  pontos como canteiros centrais, a exemplo do fusca que está há tempos na via principal do distrito industrial 2, ao lado da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294),sentido a Irapuru.

Ou então são  abandonados ao lado das vias, como na rua Luiz Chignolli, na vila Santa Ruth, onde há um caminhão baú e uma carreta de transporte de cana que foram deixados há tempos no local pelos proprietários.

Na questão da saúde pública, em tempos de chuva, esses veículos abandonados podem acumular água e servirem de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus, além da possibilidade de servirem de abrigos para bichos peçonhentos, casos do escorpião, aranhas, ratos e até cobras.

No lado urbanístico, legislação municipal proíbe o abandono de veículos em vias públicas, no caso, o proprietário é notificado e tem o prazo de cinco dias para retirar o mesmo.

Agentes penitenciários encontram com visitante, papéis de seda para enrolar droga

(Croeste) – No último final de semana (19 e 20), estabelecimentos prisionais subordinados à Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste) registraram tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos nos presídios e que foram barrados durante os procedimentos de revista.

No presídio de Junqueirópolis, domingo, 20, ao revistarem os alimentos trazidos pelas visitantes, conhecido como jumbo, agentes de segurança penitenciária encontraram quatro pedaços de papéis de seda de aproximadamente oito centímetros, utilizados para enrolar cigarros, similar ao entorpecente sintético K4 (maconha).

A Polícia Militar foi acionada e levou a mulher à Delegacia de Polícia para as providências de praxe, a qual também foi suspensa do rol de visitas.Também foi instaurado procedimento disciplinar para apurar a cumplicidade do preso que receberia o material.