Home / Gilmar Pinato (page 232)

Gilmar Pinato

Jornalismo-Faculdade de Comunicação Social Helio Alonso- Rio de Janeiro (RJ), 1986- MTb 24.051 -Estágio Jornal O Estado de São Paulo (S.P. ag/dez.88). -Assessor de Imprensa Oficina Cultural Timochenco Wehbi (P.Pte-SP) -Repórter Jornal O Imparcial (P. Pte). -Produtor TV Fronteira- (P. Pte) -Repórter Jornal O Liberal, Araçatuba (SP), -Assessor de Imprensa Parlamentar- Assembleia Legislativa (Alesp). -Repórter Jornal Regional- Dracena (SP).

Senar e Sindicato Rural realizam mais de 30 cursos profissionalizantes em 2016

O curso de Operação e Manutenção de Tratores Agrícolas, com participação de 15 alunos e  concluído  no último dia, 25/11, sexta-feira,  encerrou  as atividades profissionalizantes de 2016, promovidas pelo elo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar),  em parceria com o Sindicato Rural de Junqueirópolis.

Coordenado pelo professor José Eduardo de Andrade, os alunos foram capacitados a trabalhar com tratores na agricultura. Em 2016.  foram realizados pelo Senar e o Sindicato Rural,  36 cursos de formação profissional em Junqueirópolis, 31 direcionados para  setor de agronegócios,   como o sucroalcooleiro, cafeicultura e seringueiras e mais cinco voltados para a área social, com objetivo de complementação da renda familiar.

Foram realizados em 2016,   sete cursos para de formação profissional para Tratoristas Agrícolas, três de Aplicação de Agrotóxicos com Pulverizador Costal Manual, oito de Aplicação de Agrotóxicos com Pulverizador em Barras, um de Cafeicultura e Produtos Agroindustriais como Forma de Agregação de Valor, um de Certificação como Ferramenta de Competitividade, um de Manutenção de Colhedora Automotriz de Cana-de-Açúcar, nove de Operação de Colhedora Automotriz de Cana-de-Açúcar e um de Sangria em Seringueira.

PROMOÇÃO SOCIAL – Em 2016, também foram promovidos pelo Senar com o  Sindicato,   cursos  de qualificação, voltados para a área  social, com objetivo de agregar renda às famílias. Incluíram cursos de Artesanato em Sementes-Bijuterias  (1), Café na Gastronomia (1), Culinária Regional (1),  Processamento Artesanal de Pães (1) e Uso de Condimentos na Gastronomia (1).

Segundo o presidente do Sindicato, Fernando Montroni,  as atividades qualificação profissional gratuitas,  promovidas pelo Senar em parceria com  o Sindicato, recomeçam no próximo dia16 de janeiro.

Bombeiros controlam em empresa, incêndio em cilindro de acetileno

A Base Comunitária de Bombeiros de Junqueirópolis, controlou nesta quarta-feira, 30/11, por volta das 7h50, incêndio em cilindro de acetileno em uma empresa local.

Os bombeiros foram acionados por volta das 7h50, para atender a uma ocorrência de incêndio  na avenida Geraldo Fudo, próximo à entrada da cidade.

No local, tratava-se de um incêndio em um cilindro de acetileno, onde as chamas já estavam altas, comprometendo um aparelho de ar condicionado e a estrutura do forro, com riscos da chama se alastrar e tomar proporções maiores.

Com o fechamento das válvulas do cilindro  em chamas e outro de oxigênio, que estava ao lado e com  a mobilização do caminhão-pipa da Prefeitura, o fogo foi extinto e o local deixado em segurança pelos bombeiros.

Fonte: Base Comunitária de Bombeiros de Junqueirópolis

 

O que é o acetileno ?

O composto acetileno faz parte da classe de alcinos (hidrocarbonetos acíclicos insaturados com uma ligação tripla).  É um gás incolor, instável, altamente combustível, e produz uma chama de elevada temperatura (mais de 3000° C ou 5400°F) em presença de oxigênio.

O gás acetileno tem cheiro agradável quando está na forma pura, mas em geral possui odor irritante em razão das impurezas que o acompanham.
É usado na fabricação dos seguintes materiais: explosivos, solventes industriais, plásticos de borracha sintética. O composto também é empregado na síntese de compostos orgânicos como ácido acético e álcool etílico. É possível fabricar acetileno através das matérias primas: calcário e o carvão de pedra (hulha), os quais são abundantes na natureza.

Propriedades físicas do Acetileno:

Fórmula química: …………..C2H2

Temperatura crítica:…………36,3° C

Pressão Crítica:………………..62,42 bar

Temperatura de inflamação em oxigênio……..296°C

 

Fonte: Mundo da Educação (mundoeducacao.bol.uol.com.br)

Saiba quem são os jogadores da Chapecoense, vítimas do acidente aéreo

 

A tragédia que atingiu a equipe do Chapecoense na madrugada desta terça (29) matou 19 dos 22 jogadores que estavam no voo para Colômbia, onde a equipe enfrentaria o Atlético Nacional pela Copa Sul-Americana. Três atletas continuam internados após serem salvos pelas equipes de resgate colombianas: Alan Ruschel (lateral-esquerdo), Neto (zagueiro) e Follmann (goleiro).

Confira a biografia dos jogadores que faleceram no acidente.

Danilo (goleiro)

Divulgação/Chapecoense

Marcos Danilo Padilha era paranaense de Cianorte e iniciou a carreira no time de sua cidade natal. Fez a carreira em clubes do interior paranaense com mais destaque no Londrina. Estava em sua quarta temporada na equipe de Chapecó, onde era titular e ídolo. O goleiro tinha 31 anos e era um dos destaques da campanha histórica na Sul-Americana.

Cléber Santana (meia)

 

Natural de Abreu e Lima (PE), Cléber Santana Loureiro era um dos jogadores mais experientes do elenco. O meia-campista começou a carreira no Sport e passou por clubes como Vitória, Santos, São Paulo e Flamengo. Jogou também pelo Atlético de Madrid, da Espanha. A partir de 2012, começou a rodar pelo futebol catarinense, passando por Avaí, Criciúma e Chapecoense. O atleta tinha 35 anos.

Bruno Rangel (atacante)

 

Nascido em Campos dos Goytacazes (RJ), Bruno Rangel é o maior artilheiro da história da Chapecoense, com 77 gols. O atacante iniciou no futebol carioca e passou por clubes como Paysandu, Guarani e Joinville. Chegou ao clube de Santa Catarina em 2013, quando foi artilheiro da Série B e alcançou o auge da carreira. Foi para o futebol do Catar e retornou ao clube ainda em 2014. Aos 34 anos, era um dos jogadores mais velhos do elenco.

Lucas Gomes (atacante)

Lucas Gomes da Silva era natural de Bragança (PA) e iniciou a carreira em clubes menores do Pará. Passou também por Londrina (PR) e Icasa (CE), até chamar atenção do Fluminense em 2015. O atacante, que tinha 26 anos, chegou à Chapecoense nesta temporada.

Filipe Machado (zagueiro)

Filipe José Machado nasceu em Gravataí (RS) e tinha 32 anos. O zagueiro defendeu o Internacional nas categorias de base e jogou boa parte da carreira em países da Europa e da Ásia. No Brasil, passou por clubes como Duque de Caxias, Guaratinguetá e Macaé. Filipe chegou à Chapecoense em 2016, vindo do futebol iraniano.

Kempes (atacante)

 

Everton Kempes dos Santos Gonçalves, 34 anos, nasceu em Carpina, Pernambuco. Kempes, como é mais conhecido, chegou para compor o ataque da Chapecoense neste ano. O experiente jogador passou por diversos times como Portuguesa, Nacional de Muriaé, Paraná, Vitória, Estrela do Norte, Sertãozinho, Ceará, Caxias, Ipatinga, Criciúma, Novo Hamburgo, Américo Mineiro e pelo Cerezo Osaka, do Japão.

Ananias (atacante)

 

Ananias Eloi Castro Monteiro, 27 anos, era natural de São Luís (MA). O atacante, revelado pelo Bahia, se destacou pela Portuguesa entre 2011 e 2012. Nos anos seguintes, jogou no Cruzeiro, no Palmeiras e no Sport. Ananias chegou à Chapecoense em 2015 e se tornou uma das principais armas ofensivas do time.

Willian Thiego (zagueiro)

Zagueiro, Willian Thiego de Jesus formava a dupla titular da defesa da Chapecoense. Natural de Aracajú, o atleta de 30 anos passou pelas categorias de base do Grêmio. Jogou ainda no Bahia, Ceará, Figueirense e em clubes do Japão e Azerbaijão. O jogador estava no time de Chapecó desde janeiro de 2015.

Dener (lateral esquerdo)

 

Dener Assunção Braz, 25 anos, era o lateral esquerdo titular da Chapecoense. Natural de Bagé (RS), iniciou na base do Grêmio. No início da carreira, foi emprestado para equipes do interior gaúcho até chegar ao Vitória (BA). Foi contratado pelo Caxias, em 2013, mas foi com o título paulista pelo Ituano, em 2014, que chamou atenção do país. No mesmo ano, acertou com o Coritiba, e desde 2015 está na Chapecoense.

Mateus Caramelo (lateral direito)

 

Mateus Lucena dos Santos tinha 22 anos e era lateral direito. O jogador foi revelado pelo Mogi Mirim e foi contratado pelo São Paulo em 2013. No ano seguinte foi emprestado ao Atlético Goianiense. Sem chances no clube da capital paulista, ele estava em sua segunda temporada na equipe de Chapecó.

Gimenez  (lateral direito)

 

Guilherme Gimenez de Souza, de 20 anos, nasceu em Ribeirão Preto (SP). O jovem atleta passou por times como Goiás, Olé Brasil, Comercial-SP e Botafogo-SP. Foi contratado neste ano pela Chapecoense para atuar na lateral direita.

Marcelo (zagueiro)

Marcelo Augusto Mathias da Silva, 25 anos, em Juiz de Fora (MG). Foi contratado neste ano pela Chapecoense para a defesa. Marcelo iniciou sua carreira no futebol aos 19 anos nas categorias de base do Macaé (RJ), onde não conseguiu alavancar a carreira e abandonou o futebol por um tempo. Voltou aos campos em 2012, quando foi contratado pelo Volta Redonda. Antes de ser contratado pelo pelo time catarinense, passou ainda pelo Cianorte (PR) e pelo Flamengo (RJ).

Sérgio Manoel (volante)

Sérgio Manoel Barbosa Santos, 27 anos, nasceu em Xique-Xique (BA). O baiano foi contratado neste ano pelo Chapecoense. O atleta passou por clubes como Água Santa, Paysandu, Atlético Goianiense, Coritiba, Mirassol, Rio Preto, Nacional-SP, Atlético Araçatuba. Em 2013, pelo Coritiba, foi campeão paranaense.

Matheus Biteco (volante)

Matheus Bitencourt da Silva, 21 anos, conhecido como Matheus Biteco, nasceu em Porto Alegre. Iniciou sua carreira no futebol na escolinha do Grêmio em 2007. Sua carreira profissional teve início em 2013, quando disputou partidas do Gauchão, do Brasileirão e da Copa do Brasil pela equipe gaúcha. Chegou a Chapecoense em 2016.

Tiaguinho (atacante)

Tiago da Rocha Vieira, 22 anos, ou Tiaguinho, é natural de Trajão de Moraes, no Rio de Janeiro. O atleta reforçou o atraque da Chapecoense neste ano. Ele já havia jogado pelo XV de Piracicaba, Metropolitano e Cianorte.

Josimar (volante)

Josimar Rosado da Silva Tavares, 30 anos, é natural de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Sua carreira profissional como jogador teve início aos 20 anos, quando começou a jogar pelo time B do Internacional, em 2007. Atuou ainda pelo Brasil de Pelotas, Ponte Preta, Palmeiras e também pelo  Al-Watan da Arábia Saudita. Josimar chegou na Chapecoense em 2016.

Gil (volante)

José Gildeixon Clemente de Paiva, 29 anos, mais conhecido como Gil, nasceu na cidade de Santo Antônio, no Rio Grande do Norte. Iniciou sua carreira no futebol em 2005, quando começou a jogar pelo time mineiro da URT. No mesmo ano foi contratado pelo Santa de Cruz. Gil ainda teve passagem pelos times de Mogi Mirim, Guaratinguetá, Vitória, Santo André, Ponte Preta e Coritiba. O atleta foi contratado pela Chapecoense em 2015.

Arthur Maia (meia)

 

Arthur Brasiliano Maia, 24 anos, é natural de Maceió (AL). Começou a jogar pelo Chapecoense neste ano, mas sua história no futebol começou cedo, nas categorias de base do Vitória, com apenas 10 anos de idade. Arthur Maia defendeu outros times como o Joinville, América-RN, Flamengo e o time japonês Kawasaki Fronyale.

Aílton Canela (atacante)

 

Ailton Cesar Junior Alves da Silva, 22 anos, nasceu na cidade de Matão, em São Paulo. Antes de ser contratado para o ataque da Chapecoense, em 2016, o jogador atuou pelo Inter de Bebedouro, Vitória-ES, Monte Azul, Olímpia, Botafogo-SP e Cianorte.

*Do Portal EBC

* Colaborou Pedro Paulo Ramos e Yuri Guarino

 

Voo da Chapecoense levava importantes nomes da imprensa esportiva

 

O avião que levava a equipe da Chapecoense para disputar uma partida em Medellín, na Colômbia, também transportava 21 profissionais de imprensa que fariam a transmissão e cobertura do evento. Os jornalistas eram da TV Globo, da Fox Sports, da RBS, do site Globoesporte.com e de rádios de Santa Catarina. De acordo com comunicado da Aeronáutica Civil da Colômbia (Aerocivil), entre esses profissionais, apenas o jornalista Rafael Hensel, Rádio Oeste Capital, de Chapecó, foi resgatado com vida e encaminhado ao hospital de La Ceja.

De acordo com a lista oficial, 81 pessoas estavam a bordo e 76 morreram, segundo as autoridades colombianas. A Chapecoense disputaria em Medellín a primeira final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, hoje, 30 à noite. O segundo jogo seria em Curitiba.

 

No voo, estavam importantes nomes da cobertura esportiva brasileira. Entre as vítimas, está o repórter da TV Globo Guilherme Marques, que também trabalhou na TV Brasile foi estagiário do Globoesporte.com. Guilherme cobria principalmente os clubes do Rio. Na Rio 2016, foi destacado para cobrir as partidas do vôlei de praia.

Também estava no voo o narrador da Fox Sports e gerente da rádio CBN Grandes Lagos Deva Pascovicci. O locutor passou por veículos como a TV Manchete de São Paulo, onde narrava jogos de basquetebol e futebol e pelo canal SporTV, onde atuou até o final do ano de 2004. Em 2005 foi contratado pela Rede CBN, onde foi narrador até 2015.

O comentarista da Fox Sports Paulo Julio Clement, jornalista há 25 anos, já passou pelo Sistema Globo de Rádio, como diretor de esportes, e pelos principais jornais do Rio de Janeiro, como O Globo, como repórter, e Jornal do Brasil, onde foi editor de Esportes. Também trabalhou no Marca Brasil, como editor.

Também da Fox Sports, o comentarista Mario Sergio Pontes de Paiva, ex-jogador e ex-treinador, defendeu a seleção brasileira e atuou no Flamengo, Vitória, Fluminense, Botafogo, Internacional, São Paulo, Palmeiras, Grêmio, Ponte Preta, entre outros. Como jogador, ganhou o apelido de Vesgo pelo fato de olhar para um lado e dar o passe pelo outro, um jogador reconhecido por grande habilidade e criatividade.

Outro passageiro do voo, o repórter Victorino Chermont da Fox Sports passou também pela Rádio Globo e SporTV até 2012.

Manifestações 

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgaram nota de pesar pela tragédia.

A Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão (Fenaert) também divulgou nota de pesar manifestando solidariedade às famílias e amigos das vítimas e lamentando a enorme perda para o futebol e a imprensa nacional.

Em comunicado, a FOX Sports Latin America expressa “o mais profundo pesar” pelo acidente aéreo ocorrido hoje. “Em meio a uma profunda tristeza e consternação pelo ocorrido, estamos atentos a todas as informações que surgem minuto a minuto, o [canal] FOX Sports se solidariza e acompanha as famílias dos nossos profissionais e colegas do FOX Sports Brasil, dos jogadores do clube Chapecoense e daqueles que perderam suas vidas nesta tragédia para a comunidade do futebol latino-americano”, diz o canal. A TV Globo também manifestou solidariedade aos parentes das vítimas do acidente aéreo.

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Município do Rio de Janeiro, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Rio Grande do Sul e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de Santa Catarina também informaram lamentar profundamente o acidente aéreo e a morte de mais de 70 pessoas, entre elas os 21 jornalistas. (Na foto, Devair Paschoalon -Deva Pascovicci e Mário Sérgio-Fox Sports)

Veja a lista dos profissionais de imprensa que estavam no voo:

Victorino Chermont (Fox Sports)
Rodrigo Gonçalves (Fox Sports)
Devair Paschoalon (Fox Sports)
Lilacio Júnior (Fox Sports)
Paulo Clement
Mario Sergio Paiva
Guilherme Marques (TV Globo)
Ari Júnior (TV Globo)
Guilherme Laars (TV Globo)
Giovane Klein (RBS)
Bruno Silva (RBS)
Djalma Neto (RBS)
André Podiacki (RBS)
Laion Espindula (Globoesporte.com)
Rafael Henzel
Renan Agnolin
Fernando Schardong
Edson Ebeliny
Gelson Galiotto
Douglas Dorneles
Jacir Biavatti

 

*Reportagem: Mariana Tokarnia – Agência Brasil

A festa é do Palmeiras, Campeão Brasileiro de 2016

 

Logo após o encerramento do jogo, no Allians Parque, em São Paulo,  neste domingo, 27/11,  com  a vitória do Palmeiras por 1 x 0,  sobre a Chapecoense (SC), sagrando-se Campeão Brasileiro 2016,  a torcida alviverde junqueirópolense, foi às ruas para comemorar o título.

Desfilando em carros, com bandeiras do clube e concentrados na rua Rui Barbosa, em frente à Praça Álvaro Junqueira, os torcedores festejaram  com fogos de artifício e ao som do hino do  Palmeiras.

E não é para menos, uma importante conquista após 22 anos. Estiveram presentes na Praça, várias gerações de palmeirenses, homens, mulheres, idosos, crianças e jovens, muitos comemorando a conquista do título do clube  pela primeira vez. Parabéns aos Palmeirenses.

O Palmeiras,  se tornou campeão, diante de seu torcedor que lotou o Allianz Parque, com a vitória de 1 x 0 sobre a Chapecoense na 37ª e penúltima rodada. Uma campanha impecável do time comandado por Cuca, que conquistou pela primeira vez em sua carreira o principal torneio nacional: 23 vitórias, oito empates e seis derrotas, 77 pontos até agora, ainda com um jogo por fazer.

O lateral direito Fabiano, ex-Chapecoense (quem diria!), anotou aos 25 minutos do primeiro tempo em jogada ensaiada de cobrança de falta. Um herói improvável para os 40.986 torcedores presentes, o maior público da história do estádio, seja ele Allianz Parque ou Palestra Itália. A renda também foi poupuda, R$ 4.171.317,26.

 

Com informações: ESPN

Escolinha de Atletismo conquista 4º lugar em Pereira Barreto

A Escolinha de  Atletismo Projeto Vencer na Vida/C.M.E./PAF/Atleta do Futuro, em parceria com a empresa- madrinha, Clei- Caner Usina Rio Vermelho e Prefeitura Municipal de Junqueirópolis, participou sábado, 26/11, da 6ª etapa da Liga Regional de Atletismo, em Pereira Barreto, conquistando a 4ª colocação na pontuação geral com 133 pontos.

No  quadro de medalhas foram  quatro de Ouro, seis de  Prata e seis de Bronze, no total de 16 medalhas. Técnico: José Correia, coordenador de Esportes: Rafael  Fernandes, secretário de Esportes, José Henrique Rossi

RESULTADOS

Masculino

Categoria: 9 e 10 anos- salto em distância

Vice – campeão: Pedro Henrique,

3º lugar: Lennon Murilo

 

Salto em distância

3º lugar: Gabriel Antonio

 

75 metros

3º lugar: Wenderson Izidoro

3º lugar no salto em distância, categoria 15 e 19 anos

 

Feminino

Salto em distância

Campeã: Ana Carolina

Vice – campeã nos 75 m e arremesso do peso e 3º lugar nos 400 m, categoria, 11 e 12 anos

 

Arremesso do peso

Campeã: Jussara Luana Pereira

Vice – campeã no salto em altura

 

 

75 metros

3º lugar: Wenderson Izidoro

3º lugar no salto em distância, categoria 15 e 19 anos

 

 

Categoria Master

Arremesso do peso e salto em distância

Campeão:

José Correia

 

 

Motoqueiro fica ferido em queda na rua Tiradentes

 

Por volta das 19h50 de domingo, 27/11, a Base Comunitária de Bombeiros de Junqueirópolis,  foi acionada para uma ocorrência de acidente. No  local,  rua Tiradentes, no Bairro  Alto do Cene, foi constadada  uma queda de moto. A vítima, o condutor da moto, 42 anos,  sofreu escoriações, um corte profundo no pé, possível fratura punho  e uma perfuração no abdômen. Ele foi imobilizado, estabilizado e conduzido ao Pronto Socorro local.

Com informações Base Comunitária dos Bombeiros de Junqueirópolis

Aprovado orçamento de R$ 54,7 milhões para 2017

 

A Câmara Municipal de Junqueirópolis,  aprovou em  sessão extraordinária, quinta-feira, 24/11, às 19h, o  projeto de lei (PL) do Executivo,  que estima a receita e fixa despesas para o município em 2017, no valor de R$ 54,7 milhões.

O projeto havia sido aprovado em primeira votação, em sessão extraordinária, na segunda-feira,21/11.Com aprovação em dois turnos, o projeto segue para sanção do prefeito, Helio Furini e começa vigorar a partir de 1° de janeiro de 2017.

CONHEÇA OS INVESTIMENTOS PREVISTOS NO ORÇAMENTO  MUNICIPAL PARA 2017

Art. 1º. – O Orçamento Fiscal do Município de Junqueirópolis para o exercício financeiro de 2017 estima a receita e fixa a despesa na importância de R$ 54.700.000,00 (cinqüenta e quatro milhões e setecentos mil reais), discriminadas pelos anexos integrantes desta Lei.

 

Art. 2º. – A Receita será realizada mediante arrecadação de tributos, rendas e outras fontes de receitas correntes e de capital, na forma da legislação em vigor e das especificações constantes do anexo nº. 02 da Lei nº. 4.320/64, com o seguinte desdobramento:

 

01- RECEITAS CORRENTES      R$ 53.175.000,00
Receita TributáriaR$    6.195.000,00
Receita PatrimonialR$       379.500,00
Receitas de ServiçosR$    1.995.000,00
Transferências CorrentesR$  49.100.500,00
Outras Receitas CorrentesR$    2.209.000,00
Dedução de Receitas p/Formação do FUNDEB (-) (  )  R$ 6.704.000,00
02- RECEITAS DE CAPITALR$1.525.000,00
Alienação de BensR$10.000,00
Transferências de CapitalR$    1.515.000,00
RECEITA TOTALR$  54.700.000,00

 

Art. 3.º – A Despesa será realizada segundo a discriminação dos quadros, programa de trabalho e natureza da despesa, integrantes desta Lei, que apresentam o seguinte desdobramento:

 

01- POR FUNÇÃO DE GOVERNO
01 – LegislativaR$    1.039.800,00
04 – AdministraçãoR$    6.107.600,00
08 – Assistência SocialR$    1.785.000,00
10 – SaúdeR$  14.986.600,00
12 – EducaçãoR$  16.578.200,00
13 – CulturaR$      220.600,00
15 – UrbanismoR$    8.771.700,00
16 – HabitaçãoR$   1.000,00
17 – SaneamentoR$    1.781.100,00

 

 

20 – AgriculturaR$   1.857.300,00
22 – IndústriaR$          2.000,00
26 – TransporteR$          2.000,00
27 – Desporto e LazerR$      438.100,00
28 – Encargos EspeciaisR$      582.000,00
99 – Reserva de ContingênciaR$      547.000,00
TOTALR$ 54.700.000,00

 

 

02 – POR SUBFUNÇÕES
031 – Ação LegislativaR$   1.039.800,00
122 – Administração GeralR$   3.905.800,00
123 – Administração FinanceiraR$ 2.607.000,00
241 – Assistência ao IdosoR$      159.100,00
243 – Assistência a Criança e AdolescenteR$      583.600,00
244 – Assistência ComunitáriaR$   1.042.300,00
301 – Atenção BásicaR$ 11.555.500,00
302 – Assistência Hospitalar e AmbulatorialR$   3.128.500,00
305 – Vigilância EpidemiológicaR$      302.600,00
361 – Ensino FundamentalR$ 10.283.000,00
362 – Ensino MédioR$     74.000,00
363 – Ensino ProfissionalR$          3.000,00
364 – Ensino SuperiorR$      264.000,00
365 – Educação InfantilR$   5.549.000,00
392 – Difusão CulturalR$      220.600,00
451 – Infra-Estrutura UrbanaR$      314.500,00
452 – Serviços UrbanosR$   8.457.200,00
482 – Habitação UrbanaR$          1.000,00
512 – Saneamento Básico UrbanoR$   1.781.100,00
601 – Promoção da Produção VegetalR$      429.300,00
605 – AbastecimentoR$   1.428.000,00
661 – Promoção IndustrialR$    2.000,00
782 – Transporte RodoviárioR$   2.000,00
812 – Desporto ComunitárioR$      438.100,00
843 – Serviço da Dívida InternaR$        35.000,00
846 – Outros Encargos EspeciaisR$      547.000,00
999 – Reserva de ContingênciaR$      547.000,00
TOTALR$54.700.000,00

 

 

03- POR CATEGORIA ECONÔMICA
Despesas CorrentesR$ 51.362.900,00
Despesas de CapitalR$   2.790.100,00
Reserva de ContingênciaR$      547.000,00
TOTALR$ 54.700.000,00

 

 

AUTOGRAFO Nº   /2.016

(Ao Projeto de Lei Complementar nº 024/16 – Executivo)

 

 

04 – POR ÓRGÃO DA ADMINISTRAÇAO 
Poder LegislativoR$   1.039.800,00
Gabinete do PrefeitoR$   2.173.200,00
AdministrativoR$   4.516.400,00
Agricultura, Abastecimento e Meio AmbienteR$   1.857.300,00
Educação, Cultura, Turismo, Desporto e LazerR$ 17.233.900,00
SaúdeR$ 14.986.600,00
Planejamento, Obras e ServiçosR$ 10.560.800,00
Assistência SocialR$   1.785.000,00
Reserva de ContingênciaR$      547.000,00
TOTALR$ 54.700.000,00

 

Art. 4º. – O Poder Executivo é autorizado, nos termos da Constituição Federal e da Lei Federal nº. 4.320/64, a:

 

I – Abrir, durante o exercício, créditos adicionais suplementares até o limite de 10% (dez por cento) do total da despesa fixada para o exercício de 2017, desde que haja recursos disponíveis para ocorrer a despesa e será precedida de exposição de justificativa;

 

II – Abrir créditossuplementares, tendo como fonte de recurso a anulação parcial ou total do saldo existente na dotação consignada como Reserva de Contingência, após o final do mês de junho do ano de 2017, desde que não haja previsão de quaisquer passivos contingentes e outros riscos fiscais capazes de afetar as contas públicas;

 

III – Transpor, remanejar ou transferir recursos, dentro de uma mesma categoria de programação e do mesmo órgão, sem prévia autorização legislativa;

 

IV – Contingenciar parte das dotações, quando a realização da receita demonstrar-se aquém da prevista, comprometendo-se assim, os resultados nominal e primário estabelecidos na Lei de Diretrizes Orçamentária.

 

  • 1º. – Consideram-se recursos, para o fim deste artigo, desde que não comprometidos:

 

I – o superávit financeiro apurado em balanço patrimonial do exercício anterior;

 

II – os provenientes de excesso de arrecadação;

 

III –os resultantes de anulação parcial ou total de dotações orçamentárias ou de créditos adicionais, autorizados em lei.

 

  • 2º. – Entende-se por superávit financeiro a diferença positiva entre o ativo financeiro e o passivo financeiro, conjugando-se, ainda, os saldos dos créditos adicionais transferidos e as operações de crédito a eles vinculadas.

 

 

  • 3º. – Entende-se por excesso de arrecadação, para os fins deste artigo, o saldo positivo das diferenças, acumuladas mês a mês, entre a arrecadação prevista e a realizada, considerando-se, ainda, a tendência do exercício.

 

  • 4º. – Para o fim de apurar os recursos utilizáveis, provenientes de excesso de arrecadação, deduzir-se-á a importância dos créditos extraordinários abertos no exercício.

 

  • 5º. – Entende-se por categoria de programação aquelas despesas que fazem parte da mesma classificação funcional-programática e que pertençam ao mesmo órgão e unidade orçamentária.

 

  • 6º. – Não onerarão o limite previsto no inciso I os créditos:

 

I – destinados a suprir insuficiências nas dotações orçamentárias relativas a despesas à conta de recursos vinculados, observando para tanto, a vedação imposta pelo art. 167, inciso VI, da Constituição Federal e o disposto no inciso I, do art. 4.º, desta Lei, bem como seu §1º.

 

II – destinados à cobertura de despesas à conta das receitas próprias de autarquias e fundações; e

 

III – abertos nos termos do inciso II, do art. 4.º, desta Lei.

 

Art. 5º. – Esta Lei entra em vigor em 1.º de janeiro de 2017, revogadas as disposições em contrário.

 

Câmara Municipal de Junqueirópolis, 22 de novembro de 2.016.

 

 

 

Miguel Claudio Batista

           Presidente

 

Registrado na Secretaria e publicado por afixação no local público do costume e na data supra.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Câmara Municipal de Junqueirópolis

 

Porco-espinho é encontrado em casa no Alto do Cene

A Base do Corpo de Bombeiros de Junqueirópolis, foi acionada por volta das 13h desta  sexta-feira, 25/11, para atender uma ocorrência de localização de um ouriço (porco- espinho),  que estava no interior de uma casa no bairro Alto  do Cene. Com pinças e uma gaiola, o animal foi capturado sem ferimentos e depois solto em seu habitat natural.

O porco-espinho,  é  o segundo animal silvestre que os Bombeiros capturam na cidade nos últimos dias. O primeiro foi uma cotia que também estava no interior de uma residência no bairro Jardim Paulista.

ouriço-terrestre (Erinaceus europeus)-  também chamado porco-espinho,  é um mamífero que se alimenta de insetos. Pertence à amília Erinaceidae, a qual engloba 16 espécies de ouriços-cacheiros. O ouriço-cacheiro é uma espécie fácil de encontrar na natureza.

Os ouriços são facilmente reconhecíveis pelos seus espinhos, que revestem todo o corpo exceto o rosto e o ventre. O ouriço-cacheiro tem cerca de seis mil espinhos aguçados e com cerca de 2 a 3 centímetros, que cobrem o dorso e os flancos do seu corpo. Os espinhos são pêlos modificados cuja mobilidade é controlada pelos músculos. Os espinhos são eriçados, de cor castanha, com tonalidades mais ou menos escuras, porém o pêlo da barriga é esbranquiçado.

Quando se sente ameaçado, o ouriço-cacheiro enrola-se sobre si próprio, ocultando as partes desprotegidas do seu corpo, como o ventre, os membros e a cabeça, transformando-se numa “bola com picos”, bastante difícil de penetrar. A cabeça distingue-se facilmente do resto do corpo, os olhos são grandes, as orelhas são relativamente pequenas e possui uma cauda rudimentar

Não existe dimorfismo sexual, isto é, não existem características evidentes que diferenciem os machos e as fêmeas. No entanto, a principal diferença é que os machos possuem testículos intra-abdominais e o pénis bastante desenvolvido, enquanto a fêmea possui uma vagina perto do ânus e têm cinco pares de mamilos: um par na zona peitoral, dois pares na zona abdominal e dois pares na zona inguinal[4].

O comprimento do corpo varia entre 20 e 35 centímetros e a cauda entre 10 e 20 centímetros. Os animais adultos pesam em média 700 gramas, podendo variar entre 400 e 1200 gramas.

 

Fontes: Base Comunitário do Corpo de Bombeiros de Junqueirópolis e wikipédia

Oficina de Badminton tem dezenas de participantes no Cícero Gomes

 

Realizado em Junqueirópolis no  dia 24, quinta-feira,   a oficina de badminton,  na Escola Jair Luiz da Silva, foi direcionada no período da manhã a   professores de Educação Física na modalidade.

À tarde,  no Ginásio Municipal de Esportes Cícero Gomes,   o evento reuniu  alunos das escolas municipais, estaduais e de projetos  sociais, totalizando  aproximadamente 300 participantes.

O objetivo do evento de iniciativa da Prefeitura de Junqueirópolis, junto com o SescThermas/ Presidente Prudente, foi  divulgar  o Programa Move Brasil,  para conscientizar a população a praticar  atividades físicas em todas as idades

O Move Brasil teveinício  no  dia 19 de novembro e encerra neste domingo, 27.  O palestrante da capacitação teórica e prática da oficina de badminton,foi o professor Roberto Leal,  de São José de Rio Preto, junto com os colaboradores do Sesc Thermas, Daniel Yonashiro e Gabriela.